Publicado em Deixe um comentário

Dieta do pepino

dieta do pepino

Entre as várias dietas líquidas para se emagrecer rápido em pouco tempo, uma das que se destaca é a chamada dieta do pepino. Os benefícios do pepino para deixar a pele bonita, auxiliar no emagrecimento e grande valor nutricional são mesmo utilizados nessa dieta? Leia mais sobre o assunto e descubra.

Regime de emergência – dieta do pepino

A dieta do pepino é mais uma das famosas dietas de emergência. Isso significa que o objetivo dela não é emagrecer com saúde e manter um peso adequado, ingerindo tudo que o organismo necessita, mas só perder muito peso em pouco tempo. No caso específico dessa dieta, pode-se chegar a perder até cinco quilos.

Dieta líquida

A dieta do pepino é uma dieta não só extremamente restritiva, como totalmente líquida. Ela deverá ser realizada durante três dias em que não se pode ingerir nada sólido, e pode-se tomar apenas água e sumo de pepino. O sumo de pepino é feito batendo um pepino caipira cortando em rodelas no liquidificador, coando, e depois misturando a um litro de água gelada em conjunto com algum refresco sem açúcar com o sabor que preferir. Espera-se que se gaste apenas um pepino por dia, mas se quiser fazer mais suco não devem ser usados mais do que três pepinos diários.

Baixas calorias e valor nutricional

A pouca variedade alimentícia e o fato da dieta não conter nenhum alimento sólido fará com que se perca muito peso nesse pequeno período de tempo, mas ele provavelmente será de água e massa magra. O baixíssimo valor calórico poderá gerar muito cansaço, além de tornar impossível a prática de exercícios – o gasto excessivo de energia poderia levar ao desmaio. Além disso, a falta de nutrientes essenciais para o nosso organismo é certa, já que apenas um pepino e água não contêm proteínas, gorduras, carboidratos, fibras e todas as vitaminas cujo consumo precisa ser diário para contribuir para o bom funcionamento do organismo.

Sensibilização do trato digestivo

Nosso trato digestivo está preparado para digerir alimentos sólidos, e essa dieta ocasionará, certamente, sensibilidade nos dias posteriores à sua realização. É exatamente por isso que se sugere que a alimentação volte a ser feita com alimentos leves, o que se torna difícil principalmente pelo fato de que quem conseguir passar os três dias tomando só líquido chegará ao quarto dia com uma fome imensa.

Retenção de líquido

O pepino é conhecido por seu sabor ameno e aguado, já que é um vegetal grandemente constituído de água. Além disso, ele possui propriedades diuréticas: isso acelera e aumenta a produção de urina, ajudando o corpo a se livrar do excesso de líquidos que provoca inchaço e toxinas que estejam acumuladas no organismo. Isso pode parecer ótimo a princípio, mas quando se consome apenas o sumo de pepino por três dias esse é um convite à desidratação.

Conclusão

Fazer ou não esta dieta fica para cada pessoa, mas é importante saber seus riscos. Essa dieta pode provocar desidratação e desnutrição de quem a pratica, além de gerar fraqueza.

Publicado em Deixe um comentário

Alimentos que diminuem a vontade de comer

O principal problema de quem entra em dietas muito restritivas é o fato de acabar passando fome. Isso não é nada saudável, até porque, quanto maior a fome maior a chance de a gula te atacar quando menos espera. Fora que isso também é um claro sinal de que não está comendo o suficiente, e depois que terminar a dieta e voltar a se alimentar direito, engordará todos os quilos que perdeu.

O melhor mesmo é pedir ajuda dos alimentos que aumentam a sensação de saciedade, aumentando o bolo alimentar. Isso faz com que a comida demore a ser digerida e gaste mais energia do estômago, fazendo com que você não fique beliscando a todo o momento. Nesse texto falaremos de algumas dessas comidas, que você pode passar a incluir na sua alimentação hoje mesmo.

Ovos – A proteína, presente no ovo em grande quantidade, exige cerca de 30% mais energia do corpo para ser digerida. Isso também significa que leva mais tempo, por isso ajuda a saciar.

Canela – Essa especiaria ajuda a controlar os índices de açúcar do sangue, fazendo com que as crises de fome diminuam. Você pode consumi-la acrescentando uma colher de chá no leite, no chá ou até na torrada.

Pimenta vermelha – Além de suas propriedades termogênicas, que fazem com que seu corpo aumente de temperatura e gaste mais calorias, a pimenta vermelha possui capsaicina, que suprime o apetite. Só cuidado para consumi-la de com moderação, já que pode ser muito agressiva para o estômago e o intestino.

Feijão – O feijão, em especial o branco, ajuda a estimular um hormônio ligado ao trato digestivo, que diminui a vontade de comer naturalmente. Além disso, é rico em fibras.

Saladas – Experimente separar as refeições como almoço e jantar em duas. Coma primeiro um prato contendo apenas saladas. Você verá que o segundo prato será bem menor, já que o estômago já estará “forrado”.

Farelo de trigo – Misturado à outros alimentos, ele aumenta o volume e dá a impressão mais generosa no prato, além de reduzir o índice glicêmico de massas e arroz.

Abóbora – Poucas calorias e rica em fibras, você pode comer bastante sem medo. Pode ser servida assada, cozida, doce ou salgada, nas mais diferentes receitas.

Cenoura – Além de rica em fibras, mastigá-la crua ajuda a controlar o apetite. Isso porque sua textura firme exige bastante mastigação, e isso faz o cérebro entender que o corpo já está saciado.

Abacaxi – Por ser rico em fibras, mantém o corpo ocupado com sua digestão por mais tempo. Além disso, é rico em vitaminas e minerais que equilibram o organismo, afastando o demônio da gula.

Queijo branco – Em especial o cottage, possui pouquíssimas calorias e ainda contém alguma proteína, que com o ovo, leva mais tempo para ser digerido.

Alimentos integrais – Seja na forma de pão, arroz ou qualquer outro, os alimentos integrais ajudam a diminuir o apetite por sua grande riqueza em fibras. Além disso, por não serem processados, conservam todos os nutrientes responsáveis pelo corpo saudável.