Publicado em Deixe um comentário

Dieta para colesterol alto: Saiba o que comer e LIVRE-SE desse problema!

O número de pessoas que sofrem com o colesterol alto atualmente é grande e este colesterol poderá afetar a circulação sanguínea e fazer com que a gordura se acumule no sangue, deixando o indivíduo mais propenso a ter doenças cardiovasculares. Se você está com problemas de colesterol alto, saiba que a sua alimentação pode influenciar diretamente para que você consiga diminuí-lo e é por isso que a seguir eu irei falar um pouco sobre a dieta para colesterol alto.
Continue conosco e confira a seguir quais são os alimentos que você deve incluir em sua dieta para colesterol alto, a fim de diminui-lo e ter uma melhor qualidade de vida.

Dieta Infantil para colesterol alto

O período da infância é ideal para incentivar a criança a se alimentar bem, contudo não é sempre que isso acontece e por esse motivo é comum algumas crianças e adolescentes sofrerem com colesterol alto. Além do mais, estudos comprovam que pessoas que sofreram infarto do miocárdio ou AVC por cerca dos 30 aos 50 anos de idade já apresentavam colesterol alto desde a infância.
Por isso, uma dieta para colesterol alto infantil é fundamental para fazer com que ela cresça saudável.
A dieta para colesterol alto infantil deverá ser pobre em gorduras saturadas e rica em ômega 3 e fibras. Por isso é essencial que os pais coloquem na dieta dos seus filhos alimentos como frutas, verduras e grãos, além dos peixes sementes e cereais.
Também será fundamental evitar leites integrais, óleos, carnes vermelhas, bolachas recheadas, salgadinhos industrializados, sorvetes e muito mais.
Controlar o colesterol da criança é fundamental para evitar que ela tenha colesterol alto quando já é adulta, pois assim ela já será educada para ter bons hábitos alimentares e as chances de se ter esse problema será menor.


Triglicerídeos altos

dieta para colesterol alto

Quando os triglicerídeos estão altos é necessário realizar um tratamento a fim de diminui-lo, para isso é importantíssimo cuidar bem da alimentação consumindo principalmente alimentos que sejam ricos em ômega 3.
Quando os triglicerídeos estão muito elevados o indivíduo poderá ter vários problemas de saúde.
Para obter bons resultados e conseguir diminuir os triglicerídeos é necessário evitar alimentos ricos em gorduras como manteiga, marmelada, doces, bebidas alcoólicas, etc. Você deverá dar preferência para alimentos como queijo minas, suco de laranja, cereais integrais, frutos vermelhos, leite desnatado, salmão brócolis e frutas.

Dieta para colesterol alto com pressão alta

Se você está com colesterol alto e pressão alta é importantíssimo fazer uso de uma dieta equilibrada para conseguir ter uma boa saúde, por isso é fundamental deixar de consumir alimentos ricos em gorduras e acrescentar as frutas em sua alimentação. Você deverá consumir frutas diariamente e em grande quantidade, principalmente as que possuem cores diferentes como a maçã, o abacate, a uva, o morango e etc.
O ideal é que você consulte um nutricionista para que ele possa montar um cardápio ideal para você.


➧➧➧ Quer saber mais conteúdo? Então LEIA SOBRE A DIETA PARA DIABÉTICOS!!


Com gastrite

dieta para colesterol alto

Se você possui gastrite e está com o colesterol alto é importante que você evite alimentos gordurosos, frituras, bebidas alcoólicas, águas gaseificadas, pimentas, alimentos enlatados, vinagre, ketchup, frutas ácidas, doces concentrados, etc. E para substitui-los você deverá incrementar em sua alimentação carnes magras, legumes, verduras e frutas como mamão e a banana que não são ácidas.
Além do mais, você também poderá tomar chá de ervas e iogurtes.
Lembramos sempre que em todos os casos é necessário procurar um nutricionista para que ele possa dizer qual é a dieta para colesterol alto que é mais indicada para você.


Cardápio dieta para colesterol alto

A seguir eu preparei um cardápio de dieta para colesterol alto que você poderá seguir em sua alimentação diária.

  • Café da manhã: Duas fatias de pão integral e um copo de leite desnatado;
  • Lanche da manhã: Um copo de suco de uva;
  • Almoço: Peixe cozido com purê de batatas;
  • Lanche da tarde: Iogurte natural com cereais integrais;
  • Jantar: Frango cozido com salada de alface;
  • Ceia: Uma xícara de chá sem açúcar.

➧➧➧ LEIA MAIS TAMBÉM: TUDO sobre a dieta cetogênica e seus benefícios!!


Mas lembre-se que antes de fazer uso dessa dieta para colesterol alto você deverá consultar um médico especialista no assunto, assim ele irá analisar seu caso em especial e desenvolver uma dieta especifica para você.
Ainda tem alguma dúvida sobre a dieta para colesterol alto? Deixe um comentário que nós responderemos você assim que for possível.

Publicado em Deixe um comentário

Polifenóis: O que são? Para que servem? Como consumir? [DESCUBRA AQUI!]

Você já ouviu falar dos Polifenóis? Bom…Para ter uma alimentação saudável e garantir todas as necessidades do nosso organismo, é muito importante conhecer os diversos grupos de nutrientes e que tipo de benefício cada um deles oferece, além de saber em quais alimentos encontrá-los.
Infelizmente a nossa rotina pesada não permite que a nossa alimentação seja a ideal, e por isso, muitas vezes é recomendado o uso de suplementos alimentares, que facilita a ingestão desses alimentos de forma natural, rápida e mais barata.
No artigo de hoje vamos falar sobre os polifenóis, os benefícios que eles oferecem, quais os alimentos ricos em polifenóis e outras maneiras de incluí-los na sua dieta. Vamos conferir?

O que são Polifenóis?

Os polifenóis são micronutrientes super poderosos encontrados nas plantas (principalmente de cor mais escura), considerados propulsores naturais de energia.
Apesar de ser considerado uma classe de compostos bioativos, os polifenóis são divididos em quatro categorias: Flavonóides (encontrados principalmente em frutas e verduras), estilbenos (encontrados no amendoim e no vinho tinto), lignanas (encontrados nos grãos e nas hortaliças) e ácidos fenólicos (presentes em algumas frutas e bebidas).
polifenois

Para que servem?

Os polifenóis têm propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e desempenham um papel importante na manutenção da saúde do seu corpo e ajudando a evitar várias doenças, como a diabetes tipo 2, o Alzheimer, o câncer, a osteoporose, doenças neurodegenerativas e doenças do trato gastrointestinal, entre outras.
Os maiores benefícios de uma dieta rica em polifenóis são:

  • Maior resistência imunológica
  • Melhor recuperação muscular
  • Menores probabilidades de desenvolver doenças crônicas
  • Proteção do sistema cardiovascular
  • Diminuir o colesterol ruim (LDL) e aumentar o colesterol bom (HDL)
  • Prevenção do câncer
  • Retardamento do envelhecimento.

Os polifenóis também são considerados aliados do emagrecimento, porque aumentam a contagem de bactérias saudáveis ​​associadas à perda de peso.

Alimentos ricos em polifenol

É importante saber os alimentos ricos em polifenol, para incluí-los na sua dieta diária e se beneficiar com as suas propriedades, então, anote aí:

  • Frutas: uvas, cereja, laranja, limão, açaí, maçã, amora, morango, cramberry, caju, jabuticaba, mirtilo, ameixa preta e damasco
  • Hortaliças: brócolis, couve, couve-flor, tomate, alho, cebola roxa, espinafre, repolho, rabanete, escarola, mostarda, nabo e beterraba
  • Sementes oleaginosas: castanhas, nozes, amendoins, amêndoas e pistache
  • Ervas aromáticas e especiarias: alecrim, manjericão, manjerona, sálvia, alfavaca, gengibre, canela, cúrcuma e cravo
  • Bebidas: suco de uva integral, suco de amora integral, suco de mirtilo, café, chá verde, chá branco, leite de soja, iogurte natural e vinho tinto
  • Chocolate amargo (com mais de 70% de cacau).

Os alimentos com maior concentração de Polifenóis são o cravo da índia, a menta desidratada, o cacau em pó e o orégano mexicano desidratado (por porções de 100g).

Polifenóis causam reações adversas?

Apesar de ser natural e oferecer todos os benefícios que citamos, o consumo de polifenóis em excesso pode causar reações adversas como falta de ferro, interferência no metabolismo do hormônio da tireoide e ainda interações com outros medicamentos, e por isso, seu consumo deve ser feito sob indicação médica, tanto na alimentação quanto com suplementos.
Gosta do assunto? Então não deixe de conferir esse texto sobre Receitas Funcionais!