Publicado em Deixe um comentário

Existe Pílula da inteligência ?

Pílula da inteligência

Com a rotina cada vez mais sobrecarregada e com o excesso de informações que consumimos todos os dias, fica cada vez mais difícil focar e se concentrar e até mesmo memorizar algumas informações importantes. Assim como existem suplementos e medicamentos que aumentam o rendimento físico de pessoas que praticam esporte ou que fazem exercícios físicos regulares, também existem substâncias que podem ajudar a melhorar a atividade cerebral e estimular áreas pouco ativas. No artigo de hoje vamos falar de algumas opções de medicamentos que estão sendo chamados de pílula da inteligência, porque podem aumentar a sua clareza mental, o seu foco, concentração e a facilidade em aprender. Confira as informações. 

Pílula da inteligência: Ritalina

Apesar de ser um remédio desenvolvido em 1950 e ser indicado para o tratamento de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) em crianças, e para narcolepsia (doença que causa sono excessivo), atualmente a Ritalina ficou famosa entre os adultos, já que ela atua no sistema nervoso central mantendo o foco e a concentração e aumentando a atividade cerebral.
Por conta disso, a Ritalina é conhecida como pílula da inteligência. Mas como todo medicamento, também tem efeitos colaterais graves, entre eles a dependência (física e psíquica) e o que é conhecido como “efeito rebote”, ou seja, a diminuição da capacidade de ler, escrever, memorizar e calcular, que foi aumentado durante o uso da Ritalina.
A Ritalina só é vendida sob prescrição médica, e apesar de oferecer benefícios para a inteligência, só é recomendada para os casos médicos que citamos anteriormente.
Pílula da inteligência Rentalina

Venvanse

O Venvanse não é um medicamento tão antigo quanto a Ritalina, mas é igualmente famoso atualmente, tanto por ser uma pílula da inteligência quanto para emagrecer – apesar de não ter sido desenvolvido para nenhum desses dois objetivos.
Por ser uma medicação psicoestimulante (da família das anfetaminas), o Venvanse atua diretamente no sistema nervoso central, ajudando a aumentar a atenção e diminuir a impulsividade e a hiperatividade, sendo usada para tratar o Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), tanto em crianças acima de 6 anos quanto em adultos.
A lista de efeitos colaterais do Venvanse é grande, e além de algumas reações mais leves e comuns, como dor de cabeça e vômito, existem ocorrências de dificuldade de ereção, diminuição da libido, ansiedade, depressão.
O Venvanse só é vendido com receita médica (do tipo amarela A3, que identifica os medicamentos psicoestimulantes), e apenas para os casos que citamos anteriormente.
Pílula da inteligência Venvanse

LEIA >>>  Ômega 3: Descubra para que serve e quais os benefícios!

Pílula da inteligência: Modafinil

O Modafinil é o princípio ativo de um medicamento usado no mundo todo para o tratamento da narcolepsia (situação patológica caracterizada pelo sono excessivo) e da apnéia obstrutiva do sono.
O Modafinil é comercialmente vendido no Brasil com o nome de Stavigile. E apesar de ser conhecido como a pílula da inteligência por aumentar o foco, a energia e a concentração, além de diminuir o cansaço mental, ajudando a aumentar o rendimento no trabalho e nas provas, não existem estudos que comprovem que ele pode ser usado para esses fins, em pessoas que não tenham os distúrbios do sono citados anteriormente.
Além disso, é importante dizer que o Modafinil só é vendido com receita médica especial (receita amarela A3, que identifica os medicamentos que podem causar dependência).
Caixa do Modafinil

Esses medicamentos realmente funcionam?

Como mostramos em cada um dos tópicos anteriores, todos esses medicamentos realmente funcionam e podem oferecer benefícios para o desempenho cognitivo. Mas, apesar disso, nenhum dos três medicamentos citados nesse artigo (Ritalina, Venvanse e Modafinil) e que são conhecidos como a pílula da inteligência foi desenvolvido para esse fim, e podem causar vários efeitos colaterais graves e até mesmo a dependência física e psíquica.
Portanto, é importante dizer que não recomendamos a automedicação e que o ideal é procurar um médico que possa indicar o medicamento correto para te ajudar a manter o foco e aumentar o seu poder de concentração e aprendizagem.
Além disso, vale buscar opções mais naturais como suplementos, vitaminas e a cafeína, por exemplo, para conseguir se manter acordado durante o turno de trabalho ou enquanto estuda. Além de opções mais saudáveis, como outras substâncias e suplementos vendidos em lojas de produtos naturais e sites especializados, além de manter uma alimentação que inclua nutrientes que ofereçam esses benefícios.

LEIA >>>  Capsiate: Conheça essa nova descoberta gastronômica!

As medicações citadas acima só podem ser consumidas com prescrição médica.

Está com dificuldade para se concentrar ou manter o foco no trabalho ?
Agende sua consulta Nutricional Online e obtenha todos os benefícios de uma boa alimentação e suplementação para suporte cognitivo.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *